Fernando de Noronha, paraíso brasileiro

Fernando de Noronha é um dos destinos mais procurados pelos turistas, com certeza é o mais desejado pelos brasileiros. Até agora só conheço dois tipos de turistas: os que querem conhecer e os que querem voltar para Noronha. O arquipélago é formado por 21 ilhas, apenas a maior é aberta para visitação e nela você vai encontrar as praias mais bonitas do Brasil. A ilha fica à 545 Km da costa pernambucana onde vive uma população de mais ou menos 3.500 habitantes, depois que você conhecer a ilha, uma das suas dúvidas provavelmente será: Como faço para morar nesse paraíso?

Nesse post vou mostrar para você que é possível conhecer Noronha, claro que não vou falar que é uma viagem barata, conhecer esse local tem seu preço, com planejamento e algumas economias tudo é possível. Vou falar sobre as pousadas, dicas de onde comer e as maravilhas dessa ilha, suas praias com paisagens únicas. Antes de começar vou logo avisando que depois que conhecer Fernando de Noronha o seu padrão de beleza vai mudar e muito…

Como chegar

De avião você tem vôos saindo de Recife ou Natal diariamente, fique de olho no intervalo da escala caso venha de outro estado, no meu caso o vôo saindo de Noronha atrasou e acabei perdendo o vôo que estava programado para pegar em Recife, sorte que tinha comprado todas as passagens na mesma companhia e a escala era de responsabilidade dela, então fui remanejado para outra aeronave sem problema. Primeira dica do post vai para quem ama viajar no assento proximo da janela, escolha o lado esquerdo, assim que o avião estiver se preparando para pousar em Noronha você vai ter uma visão privilegiada do paraíso.

Antigamente existia a possibilidade de conhecer Fernando de Noronha de cruzeiro, mas no momento eles foram suspensos e ninguém sabe se vão voltar a operar. Conheço pessoas que tiveram uma viagem maravilhosa de cruzeiro e outras que infelizmente não desembarcaram na ilha. Segundo a companhia, o mar não estava favorável para um desembarque, ficaram só olhando e morrendo de vontade de conhecer Fernando de Noronha.

Taxas e mais taxas

Vamos falar um pouco sobre as taxas que são cobradas na ilha. Muita gente reclama outros defendem e essa discussão não tem fim. Na verdade são duas taxas, a primeira é a taxa de preservação ambiental, ela vai depender da quantidade de dias que você fica na ilha, nesse link você tem informações dos valores e o formulário para efetuar o pagamento. Você vai informar quantos dias vai ficar e o valor será calculado, lembrando que existe uma lei caso você exceda os dias previstos: Lei nº 11.704, art. 86, itens I, II e III – O valor da Taxa de Preservação Ambiental que se referir aos dias excedentes ao período inicialmente previsto, será cobrado em dobro.

Caso queira evitar filas e pagar sua taxa pela internet, é importante efetuar o pagamento com pelo menos dois dias úteis de antecedência de sua chegada na ilha, por causa do prazo de confirmação do pagamento. Além disso é preciso levar o boleto e o comprovante para Noronha, No aeroporto, haverá uma fila exclusiva para quem pagou a TPA através da Internet.

A outra taxa na verdade funciona como um ingresso, você vai precisar fazer uma carteirinha para entrar em algumas praias, o valor para brasileiros é de R$81,00. Você tem que apresentar esse ingresso para entrar na área do Parque Nacional Marinho e nos PIC(locais com estrutura para o turista como chuveiro, banheiro, guarda volume, lanchonete, lojinha e local para alugar equipamentos), praias como Sueste, Sancho e Atalaia estão dentro desse parque, então nem pense em economizar. Acesse aqui o site do Parque Nacional Marinho para mais informações.

Quando ir

Quando você viaja para uma ilha sua maior preocupação é com a chuva, você quer ver sol todos os dias, com certeza. Em Noronha a estação chuvosa é entre março e julho, mas não chove o tempo todo, então algumas pessoas relatam que já viajaram nessa época e não tiveram grandes problemas.

Para quem gosta de surfar a melhor época é em janeiro ou fevereiro, assim você vai encontrar boas ondas no Havai Brasileiro. Para quem gosta de mergulhar nos meses de setembro e outubro o mar fica com uma visibilidade impressionante. Mais uma dica para quem pretende conhecer as tartarugas mais de perto, entre os meses de dezembro a julho é época de reprodução das tartarugas, é possível acompanhar as atividades do Projeto Tamar, como desova, medição ou eclosão de ninhos. Mais informações no site do Projeto Tamar.

O que fazer em Noronha

Noronha tem atrações para todos os gostos, para quem adora o mar tranquilo e passeios de barcos, para os mais aventureiros temos caminhadas, trilhas e muito mergulho de tirar o fôlego. Listei os principais passeios e pontos turísticos para você ir se preparando:

  • Ilhatour, esse é o primeiro passeio oferecido para os turistas, tem gente que ama e algumas que odeiam, claro que vai depender muito do seu perfil. No meu caso eu não fiz, pois gosto muito de caminhar e conhecer os locais no meu tempo. No nosso primeiro dia na ilha caminhamos muito e conhecemos as seguintes praias: praia do Cachorro, praia do Meio, Conceição, Boldró, praia do Americano, do Bode e Cacimba do Padre…foi uma caminhada um pouco pesada, mas valeu muito a pena.
  • Plana Sub, também conhecido como pranchinha, brincadeira bem bacana onde o barco puxa os turistas que ficam segurando uma pranchinha enquanto observam o fundo do mar com o auxilio do snorkel. Para os mais experientes é possível executar várias manobras. 
  • Passeio de barco, existem alguns em Fernando de Noronha como o pôr do sol, passeio com churrasco, observação de golfinhos entre outros.
  • Mirante do Boldró, local perfeito para ver o pôr do sol, com uma vista privilegiada do Morro Dois Irmãos.
  • Forte Nossa Senhora dos Remédios, local que você pode sentir um pouco da historia dessa ilha maravilhosa, a vista é imperdível.
  • Bar do Cachorro é um dos locais mais procurados para uma noite animada. Existe uma boa variedade musical, em alguns dias você pode escutar um forró e em outros um maracatu, entre outros.
  • Visitar o projeto Tamar, diariamente eles ministram palestras, tudo gratuito com informações bem relevantes sobre a ilha, tubarões, tartarugas e muito mais.
  • Snorkeling, também conhecido como mergulho livre. Para quem gosta dessa modalidade de mergulho Fernando de Noronha é um prato cheio, existem vários pontos para praticar. Os melhores são Atalaia, Sancho, Sueste, Baia dos Porcos ou até mesmo no porto. Para quem não sabe nadar ou nunca praticou pode ir sem medo com o auxilio de um colete, você vai ver muitos peixes, tartarugas e até mesmo um tubarão bonzinho :)
  • Mergulho com cilindro, em Noronha existem vários pontos de mergulho, não é preciso saber nadar, o batismo é feito com um instrutor que acompanha você durante todo o mergulho em uma profundidade de até 10m. Mergulhei com a empresa Atlantis e recomendo. Segue o video do Canal Off para você sentir o gostinho dessa atração.
  • Museu do Tubarão, para quem quer conhecer mais um pouco sobre esse animal espetacular. O museu também conta com um pequeno restaurante que serve um bolinho de tubalhau muito bom.
  • Passeio no barco NAVI, para quem quer observar o fundo do mar sem se molhar, o barco conta com uma lente para observação do fundo do mar.

Mapa da ilha

Vou falar rapidamente de como se divide a ilha e depois vamos conversar sobre as praias. O mar de Fernando de Noronha é dividido em Mar de Dentro, parte voltada para o Brasil, e Mar de Fora, parte voltada para Africa. O Mar de Dentro é mais tranquilo, com menos vento, mas você pode mergulhar sem problema em ambos os lados, em algumas praias será preciso mais cuidado. A ilha é dividida por uma BR, que vai do porto até a praia do Sancho, servindo de referência para os turistas. Segue nosso mapa com as dicas e pontos turísticos mais importantes:

* utilize o zoom no canto inferior direito ou o mouse para “passear” pelo mapa.

Praias

Noronha conta com as praias mais bonitas do Brasil, todas as suas fotos serão verdadeiros  cartões postais. Vamos começar falando das mais bonitas, ou seja, quase todas:

  • Baía do Sancho, você vai ter acesso pelo PIC do Sancho e fazer uma caminhada de mais ou menos uns 15min para chegar no mirante e ficar de frente para o paraíso. Essa praia é perfeita para mergulho e para apreciar a natureza. Lembre-se de levar equipamentos, mascara, snorkel e colete (caso queira carregar um pouco mais de peso, leve também as nadadeiras). Leve também água, não tem nada para vender na praia. Antes de descer as escadas que dão acesso à praia caminhe mais um pouco para o lado direito, você vai chegar no mirante da Baía dos Porcos e ter uma vista privilegiada do Morro Dois Irmãos.
  • Baía dos Porcos, é preciso ter mais cuidado na hora de visitar essa praia, ela é acessível apenas na maré baixa e tem apenas uma pequena faixa de areia. O acesso é feito atravessando as pedras do lado esquerdo da Cacimba do Padre, bem na frente do Morro Dois Irmãos, não é indicado ir sozinho. O mergulho é bacana, mas tem bastante pedras.
  • Atalaia, um verdadeiro aquário natural com água muito cristalina. Para visitar essa maravilha é preciso fazer reserva e você vai acompanhada de um biólogo, que repassa todas as informações e restrições antes de chegar na praia. Por exemplo, não é permitido passar protetor solar e entrar na água, seu tempo de mergulho é controlado, serão apenas 30min. Para chegar na piscina você também precisa fazer uma trilha, conhecida como trilha curta e que dura quase 1 hora. Existe a opção de fazer a trilha longa e conhecer mais duas piscinas. Lembre de fazer a reserva com antecedência.
  • Praia do Sueste, fica bem no fim da linha do ônibus, muito fácil de chegar. Lembrando que para entrar nessa praia também é preciso ter a carteirinha do Parque Nacional. Aqui você pode encontrar com facilidade muitos peixes, tartarugas, tubarões, polvos e arraias. Existem uns guias que cobram para fazer o mergulho com você, vale a pena, eles realmente conhecem o “caminho das pedras” e com um pouco de sorte você vai ver todos os animais citados. Eu adoro praticar mergulho livre, acho que visitei essa praia umas 4 vezes, realmente viciante.
  • Praia do Leão, para chegar nessa praia você tem que pegar uma estrada de areia que fica antes do fim da linha do ônibus, perto da Praia do Sueste. Poucos turistas visitam essa praia, é uma praia de desova das tartarugas, em alguns momentos o acesso é controlado. Para quem gosta de tranquilidade e um bom banho de mar, é uma boa pedida.
  • Baía dos Golfinhos, na verdade é uma grande enseada onde os golfinhos fazem seu show, o acesso é feito apenas por barcos e o banho é proibido. Existe uma trilha, partindo da Baía do Sancho, onde você pode chegar até o mirante da Baía dos Golfinhos, do alto você pode observar a baía.
  • Cacimba do Padre, praia preferida dos surfistas, tem uma larga faixa de areia e boas ondas onde ocorrem os campeonatos de surf. Nela você terá uma vista privilegiada do Morro Dois Irmãos. Na faixa de areia você não vai encontrar nenhuma sombra, um pouco mais afastado perto do estacionamento você encontra duas barracas de praia, boa pedida para um almoço ou apenas para se refrescar.
  • Praia do Bode, praia com visual bem bacana praticamente é uma extensão da Cacimba do Padre, nela você pode encontrar algumas piscinas naturais.
  • Praia do Americano, acredito que seja a praia mais deserta de Noronha, você pode chegar por uma trilha ou pela praia somente na maré baixa. Do mirante do Boldró você tem a melhor vista dessa praia.
  • Praia do Boldró, também procurada pelos surfistas, aqui você terá uma vista tanto do Morro Dois Irmãos, à esquerda e do Morro do Pico à direita. No alto da falésia você vai encontrar o Forte de São Pedro do Boldró.
  • Praia da Conceição, boa faixa de areia, uma das poucas praias de Noronha que você vai encontrar um bar. O acesso é bem fácil.
  • Praia do Meio, pequena praia que fica entre a praia do Cachorro e da Conceição, conta com um mar bem agitado em período de ressaca.
  • Praia do Cachorro, bem próxima da Vila dos Remédios, conta com uma boa estrutura com guarda sol e uma fonte de água doce.
  • Porto, praia bem movimentada, aqui pode ser feito tanto o mergulho livre como de cilindro, nessa modalidade é possível mergulhar em um naufrágio que fica à 8 metros de profundidade.
  • Enseada da Caiera, desse lado o mar é bem forte, a vista é maravilhosa. Algumas áreas tem acesso restrito, logo na sua direita você vai ver o fim da trilha longa que é iniciada na trilha da Atalaia.

Onde ficar

Noronha conta com uma certa variedade de pousadas e hotéis, vai depender muito do seu perfil e de quanto você vai querer gastar. Você pode encontrar pousadas domiciliares, bem aconchegantes, como também hotéis luxuosos de frente para o mar, quem manda é o seu bolso. É preciso também levar em conta como você pretende se locomover na ilha, se vai alugar um carro, podendo assim ficar em um local mais afastado do centrinho ou vai preferir andar de ônibus e querer ficar mais perto da BR. Na Vila dos Remédios você vai encontrar muitos restaurantes, mercadinhos, lojas e é bem perto da rota do ônibus. Outra opção é a Vila do Trinta e a Floresta Nova que também são lugares bem localizados. Aluguei uma pousada domiciliar na Vila dos Remédios com diária de R$212,00, no mês de novembro, em 2014, não acho esse preço abusivo, observação…a pousada não tinha TV, “meu amigo estou em Fernando de Noronha, me explica para que vou querer uma TV nesse paraíso” :)

 Onde comer em Noronha

Peixes, frutos do mar são os pratos mais pedidos de Noronha, mas não se engane, não é porque você está em uma ilha que esses pratos devem ter um preço camarada, muito pelo contrário. A ilha é um local de preservação e os animais são protegidos, para os aventureiro que acham que é fácil pegar uma lagosta ou caranguejo, fique sabendo que existem multas com um preço bem salgado para os aventureiros. A pesca é permitida de modo artesanal, apenas fora do limite do Parque Nacional Marinho. Mas não se assuste, existem algumas opções com preços camaradas na ilha, até comida por quilo. Seguem algumas opções: Festival Gastronômico do Zé Maria, muito concorrido, é preciso reservar com antecedência para garantir sua vaga. Já falei do Museu do Tubarão com seu bolinho de tubalhau, é realmente uma boa pedida. Cacimba Bistrô, local com bom atendimento, muito bom para um jantar. Mergulhão, de frente ao porto, conta com uma vista maravilhosa e pratos bacanas. Pizza no Muzenza, local bem agradável ao lado da igreja na Vila dos Remédios, alguns dias tem musica ao vivo. Bar do Cachorro, uma das noites mais badaladas de Noronha. A dica de ouro para os econômicos de plantão é almoçar um PF no Restaurante do Valdênio, prato bem servido e muito gostoso. Fica na Vila do Trinta, perto de um mercantil.

Mais dicas

  • Aluguel de snorkel e mascara de mergulho, existem vários pontos na ilha que fornecem esse serviço. Tem até um cara em uma moto que fica alugando os equipamentos e indo buscar na pousada. Eu achei melhor comprar o equipamento antes de viajar, mascara do tamanho certo do meu rosto e snorkel de melhor qualidade. Já utilizei em várias viagens.
  • No caso do colete e nadadeira é melhor alugar, pois ocupam muito espaço na mala e nem são necessários em muitas praias. No caso das piscinas da Atalaia o uso de nadadeira é proibido.
  • Caso queira alugar um bugre vou logo avisando que só existe um posto na ilha e a gasolina tem um preço bem salgado.
  • Cada 30 minutos sai um ônibus de cada ponta da BR, Porto e Praia do Sueste, facilitando o acesso para praticamente todas as praias.
  • Existe um transfer gratuito do aeroporto para as pousadas, você só precisa esperar formar um grupo e talvez passe em algumas pousadas antes da sua.
  • Caso pretenda ficar muito tempo praticando mergulho livre, boiando e apreciando as belezas do mar é bom passar protetor solar na parte de trás do joelho, no segundo dia eu já sentia a queimação dessa parte mais branca da perna.
  • Cuidado com as multas, existem algumas regras que são fiscalizadas pelo IBAMA. Existe uma palestra no TAMAR que explica o que é permitido e proibido na ilha. Para mais informações veja esse link sobre retirar material do meio ambiente de Noronha.
  • Não tenha medo da Mabuya, um animalzinho bem parecido com a lagartixa. Ela não morde e não tem medo de você, pode ser encontrado em abundância por todo o arquipélago, adoram biscoitos mas não é permitido alimentar os bichinhos. Você também pode encontrar uma dentro da sua mochila, embaixo do travesseiro ou no seu tênis, tente não machucar elas.
  • Planeje para ficar pelo menos 5 dias em Noronha, assim você vai conseguir conhecer as principais praias, sem muita pressa.
  • Ande sempre com sua carteirinha do Parque Nacional, você vai precisar dela para entrar em algumas praias.
  • Leve repelente.
  • Cuide bem desse paraíso, não jogue nada nas ruas, praias ou trilhas.

O post ficou um pouco grande, tentei repassar da melhor forma possível as informações sobre esse paraíso, espero que curta muito Fernando de Noronha. Caso tenha mais alguma dúvida, por favor deixe um comentário. Compartilhe esse post para que mais e mais pessoas tenham o prazer de conhecer Noronha, com certeza será uma experiência única.

 

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Quem Somos?

Barroso e Márcia
Eu Barroso e minha esposa Márcia adoramos viajar e praticamos com muito empenho essa arte. Estamos sempre buscando novos rumos e montamos esse Blog para compartilhar nossas experiências e ajudar você na sua próxima viagem, leia mais...

Siga nosso Instagram

Selecionamos nossas melhores fotos para você :)

Nós utilizamos o Google Apps!

O Google Apps é um pacote de produtividade baseado na nuvem que auxilia as equipes a se comunicarem, a colaborarem e a realizarem tarefas em qualquer lugar e de qualquer dispositivo. Ele é fácil de configurar, usar e gerenciar. Assim, você pode se concentrar no que realmente importa.