Uma semana na Colômbia, parte 2 de 2

Opa, chegou a hora de dar continuidade no nosso relato sobre a Colômbia, agora vou falar de Medellín e Cartagena.

Falar de Medellín sem lembrar de Escobar é praticamente impossível, mais ainda depois da série Narcos. No começo fiquei um pouco receoso em visitar a cidade e ao mesmo tempo super empolgado, depois de uma pesquisa logo constatei que a cidade tinha mudado muito e hoje ela não passa nem perto das histórias encontradas na série. A cidade ainda tem alguns problemas com as “drogas”, mas já superou muitas coisas e hoje é uma cidade super moderna e organizada. Boa parte dos moradores preferem esquecer a época do Escobar e preferem falar sobre o turismo e suas novas riquezas.

Mesmo tendo poucos dias na Colômbia eu queria passar alguns dias em Medellín, pois coloquei na cabeça que iria conhecer Guatapé, cidade que fica uns 80Km de distância de Medellín. A cidade é famosa por essa vista:

guatape

Essa é a vista da Pedra de Guatapé, ou Piedra do Peñol, que fica próximo de uma represa e tem esse visual maravilhoso. Para conseguir essa foto o turista precisa subir 649 degraus e a rocha tem aproximadamente 220 metros de altura. Claro que o esforço vale, você fica um bom tempo contemplando uma vista de 360 graus de pura magia. Esse passeio durou um dia inteiro, depois de subir na pedra fomos conhecer a cidade de Guatapé, famosa por ser uma das cidades mais coloridas do mundo. O centro histórico é pura arte, a vontade é de pernoitar na cidade e curtir mais um pouco das ruazinhas estreitas e coloridas.

Opa, já estava esquecendo do passeio de barco. Antes de subir na pedra, fizemos um passeio pelo lago da represa, foi super animado e passamos bem perto de algumas mansões famosas, como a do jogador James Rodríguez e uma casa abandonada do Pablo Escobar. Também passamos por uma das mais famosas casas de veraneio do chefão, onde podemos ver de longe sua famosa discoteca em formato de disco voador e sua fazenda cheia de passagens secretas. Hoje alguns empresários tentam comprar suas propriedades que na maioria estão embargadas pela justiça, uma até já virou restaurante.

Como gastamos um dia inteiro para conhecer Guatapé, sobrou somente um dia para conhecer Medellín, logo tivemos que apressar o passo e conhecer o centro, a famosa praça Botero com suas esculturas gigantes, andamos muito pelo bairro que ficamos hospedados, chamado de Poblado, um bairro super seguro e muito bem servido de restaurantes e claro aproveitamos bastante nossas duas noites no bairro.

Uma dica, o transito de Medellín não é tão simples, existem muitas montanhas e caminhos enrolados, no horário de pico as estações de metrô e trem ficam super lotadas. O aeroporto da cidade é bem distante, praticamente uma viagem. Então caso esteja pensando em visitar esta cidade, fique de olho, prefira andar de táxi para poupar seu tempo e nem pense em pegar o metrô na hora do rush. Para o aeroporto existe um ônibus que leva o turista até o shopping Sandiego, acho que o trajeto demorou 45min. Chegando no shopping pegamos um táxi, essa foi a melhor opção.

Depois de nossa passagem rápida pela região, pegamos um voo para Cartagena. Aproveito para dar uma dica, compramos nossas passagens direto no site da Latam Colombiana, não tivemos nenhum problema e economizamos um bom dinheiro, comparando com as agências brasileiras.

Chegamos em Cartagena depois do meio dia e logo percebemos o tamanho do calor que fazia naquela cidade, o aeroporto é simples, pegamos nossas mochilas e fomos procurar um táxi. Nosso hotel ficava dentro da Cidade Amuralhada, pegamos um carro bem apertado onde o calor era quase insurportável, no final o motorista ainda tentou ganhar meu troco, mas como eu já tinha lido sobre essa possibilidade, logo dei uns gritos e ele devolveu meu dinheiro. Quando entramos no hotel, uma surpresa… Recepção toda climatizada, eu não tenho besteira com calor, mas essa cidade é muito quente de verdade.

Como todo bom turista desesperado e com pouco tempo na cidade, jogamos nossas mochilas no quarto, aproveitamos 5min de ar condicionado e partimos para conhecer a cidade e procurar um local para almoçar. Passamos por alguns restaurantes e logo percebemos que os preços eram bem salgados, como fome e calor não combinam, escolhemos um restaurante que tinha um sombra bacana e pronto.

Depois de alguns segundos sentados na mesa, logo tivemos mais uma certeza, a cidade é repleta de ambulantes, cantores, vendedores de qualquer coisa que te perturbam até que você compre algo, não deu outra, comprei uma pulseira, depois que um cara passou meia hora alugando a gente. Coloquei a pulseira na mesa e usei ela de desculpa para todos os vendedores que se aproximavam, sempre eu dizia: “já comprei, estou liso :)”

A cidade Amuralhada é maravilhosa, com muitos prédios históricos e uma verdadeira muralha que protegeu a cidade durante muito tempo, era cheia de segredos, cada esquina você tinha uma surpresa: praça principal, torre do relógio, muralha do pôr do sol, arcos e muito mais. Quando a noite caiu corremos para comprar o passeio do dia seguinte, conhecer as ilhas de Cartagena, Ilhas do Rosário. Haviam muitas opções e ficamos meio perdidos. No fim, tivemos que apostar em uma ilha e acreditar no vendedor, sorte nossa que fizemos a escolha correta. Fomos para a Bendita Beach, uma pequena ilha cheia de paz e belezas naturais, bem simples e apaixonante.

Encontrei muitas informações sobre as ilhas neste post, fica a dica. Qualquer dúvida, deixe um comentário que detalho mais o processo para conhecer as ilhas.

Chegamos no fim da nossa passagem pela Colômbia, quero voltar um dia e visitar essas maravilhas com mais calma, vale muito, este é um país nota 10 da nossa querida América do Sul.

Abraços, ainda fico devendo um post sobre o cruzeiro que embarcamos em Cartagena e fomos até as Ilhas ABC do Caribe.

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Quem Somos?

Barroso e Márcia
Eu Barroso e minha esposa Márcia adoramos viajar e praticamos com muito empenho essa arte. Estamos sempre buscando novos rumos e montamos esse Blog para compartilhar nossas experiências e ajudar você na sua próxima viagem, leia mais...

Siga nosso Instagram

Selecionamos nossas melhores fotos para você :)

Nós utilizamos o Google Apps!

O Google Apps é um pacote de produtividade baseado na nuvem que auxilia as equipes a se comunicarem, a colaborarem e a realizarem tarefas em qualquer lugar e de qualquer dispositivo. Ele é fácil de configurar, usar e gerenciar. Assim, você pode se concentrar no que realmente importa.